quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Baleias

E a polêmica a cerca das baleias que visitam Luanda continua. Alguns angolanos andam alardeando aos 4 cantos do cyberespaço que as baleias são frequentadoras assíduas de Luanda.

Que elas passeiam por essas bandas não resta dúvidas, mas dai a dizer que é um fenômeno corriqueiro da paisagem da cidade existe uma enorme diferença.

Algumas fotos foram espalhadas, tiradas do Chicala, como se fosse assim, fácil, fácil dar de cara com as piruetas de uma baleia em meio ao caos do trânsito quando se volta do trabalho...

Mas agora a verdade vem a tona. Sim as baleias estavam no Chicala, mas não estavam assim tão perto e tão pouco foram vistas por todos. Apenas um pequeno grupo privilegiados que passeavam em seu barquinho pode apreciar o belo espetáculo.

Quem quiser ver as fotos publicadas no blog do Angola Bela é só clicar aqui..

Eu continuo procurando quem viu assim de tão pertinho as rainhas do mar.

16 comentários:

Anônimo disse...

Todos os fins de semana saio para o mar de veleiro e nos ultimos meses é raro o dia em que não vemos e registamos quer por fotosd quer por filme cetáceos ao longo da costa de luanda. No ultimo fim de semana varios de nós vimos mesmo na saida do porto de lluanda uma baleia a mergulhar e ao largo várias dezenas de golfinhos vieram ter com o barco. Preservem mas é o pouco de bom que ainda tem junto a Luanda.

Anônimo disse...

Acho que o Sr do blog nao conhece muito bem a nossa costa
Desde Ha muitos anos que se veem baleias e golfinhosperto da contra costa do mussulo e da entrada da baia de Luanda
muito sinceramente nao percebo o seu tom ironico e sarcastico deste seu post

muito obrigao

Anônimo disse...

Realmente deve ser dificil vermos baleias e golfinhos na Maianga ou na Mutamba , estes aqui que se passeavam ao largo da ilha sao de alguam especie desconhecida ou entao nao devem ter conseguido apanhar o candongueiro para os levarem para a Cidade Alta ou para o Maculusso onde toda a malta os iria ver e brincar com eles
Sinceramente...........

Menina de Angola disse...

Pois é Sr. Anônimo, se prestares atenção no texto verá que em nenhum momento eu disse que não há baleias na costa de Luanda e sim que não é assim tão fácil ve-las da areia da praia no Chicala.

Quem as viu de pertinho estava no barco e não na praia como é a realidade de 99,9% dos angolanos que aqui vivem.

Pelo que eu saiba ver baleias na contra costa do Mussulo é muito diferente de ver no Chicala.

Ao terceiro anônimo devo dizer que se há pinguins espalhados pela praça do Mutuo não seria de estranhar se houvesse baleias brincando no maculusso.

Sinceramente....

Migas disse...

Olá Menina! Por acaso, eu já vi 1 vez na ilha, bem lá ao fundo, uma baleia. Deu para identificar que era uma baleia e não um golfinho, por se ver o repuxo. No entanto, foi a única vez que vi. Também já fui algumas vezes de barco dar um passeio até ao mussulo e nunca vi, apesar de o dono do barco afirmar que na altura do cacimbo costuma ver bastantes, sobretudo golfinhos. E por isso, acredito que haja registos com fotos, apesar de como bem dizes no comentário acima, não afirmares que não existem baleias em Angola mas sim, que não será assim tão fácil ver, para o "comum dos mortais sem barco". :o)

Menina de Angola disse...

MIgas!!! Até que enfim alguém que entende o que eu escrevo!!!!

Também já vi lá longe, muito longe, mas da praia do Buraco, ou seja, bem longe da praia mesmo!!!

:)

Anônimo disse...

portanto cara senhora para ver baleias de perto tem de se ter um barco , tanto em angola como em qualquer outro pais do mundo....

Menina de Angola disse...

Sim meu caro anônimo eu nunca disse o contrário. Baleias na areia só tem um significado,"morte" seja por doença ou por encalhe.

O que estou tentando dizer desde sempre foi isso. Quem espalhou fotos das baleias dando piruetas e disse que foram tiradas do Chicala esqueceu desse pequeno detalhe.. rs

Anônimo disse...

Cara Menina

quem escreveu isto foi a Senhora

"Mas agora a verdade vem a tona. Sim as baleias estavam no Chicala, mas não estavam assim tão perto e tão pouco foram vistas por todos. Apenas um pequeno grupo privilegiados que passeavam em seu barquinho pode apreciar o belo espetáculo."

Pois claro , para ver baleias perto temos de estar num barquinho...... ( os pinguins costumam a vir a terra ate para atacar os caixotes do lixo das pessoas que vivem junto a praia, portanto ate podiam ir ate a rampa do Liceu que a mim nao fe faziam impressao nenhuma)
mas esta dos privegiliados ....
portanto em qualquer outro pais estas fotos sao apenas motivo para que as pessoas vejam as nossas parentes que vivem no mar a divertirem-se sem qualquer outro motivo que nao seja esse , em Angola serve logo para denunciar os "privegiliados" que teem um barquinho e ainda ousam tirar umas fotos a valorizar a costa de Luanda que aparecem logo pessoas como a senhora que pelo que tenho lido nao vive aqui a denegrir tudo e todos ...
mas a senhora e mesmo Kaluanda?

Migas disse...

Realmente, cada vez mais se torna difícil escrever seja o que for no blog. Acho aliás que antes de abrirem a página, muitos leitores já estão de pedra na mão para atacar. Não percebo qual é a confusão do post. Depois mais esta dos priveligiados, oh meu deus. Mas então não são? Mesmo eu, que não tenho barco mas que já tive oportunidade em ir passear em barcos de colegas, não fui priveligiada? Eu acho que fui! O mais engraçado, no meio disto tudo, é que se a Menina de Angola pusesse aqui um post, com fotos de baleias tiradas num barco, os mesmos anónimos não viriam dizer: ai que lindas, Angola tem coisas maravilhosas! Não. Estes ou os outros anónimos viriam dizer: seus estrangeiros oportunistas que vêm para aqui ganhar rios de dinheiro e andar de barco e blá blá blá pardais ao ninho. Preso por ter cão e preso por não ter. O blog podia ser um espaço de discussão interessante mas infelizmente, tem-se tornado num sítio de caca. No meio disto tudo, achei o primeiro comentário acertado. É bem verdade que é interesse de todos (angolanos e todos aqueles que cá vivem) que Angola tenha sítios interessantes para conhecer. Afinal, este país não é nosso mas, enquanto cá estivermos, seria bom podermos fazer passeios de qualidade.

Relembro que em tempos, a caixa de comentários deste blog, já foi muito interessante. Há tempos fui ver uns post antigos e num deles, sobre uma viagem ao Uíge, vários leitores contavam histórias sobre pessoas que tinham conhecido do Uige, e passados anos, essas histórias ainda os marcavam. E eu adorei reler esses comentários! Agora, infelizmente, já não posso dizer o mesmo. Parece mais uma luta entre leitores/autores do que outra coisa. Não tenho pachorra para isto...

Menina de Angola disse...

Anônimo, querido, vc esqueceu de colocar o parágrafo de cima.

Sim moro em Luanda e você está redondamente enganado, poi eu sou uma das pessoas que mais fala das coisas bonitas desse país.

Em nenhum momento denegri Angola no meu post. E pelo que eu saiba ser privilegiado não é ofensa pra ninguém, muito menos denúncia alguma coisa. As vilas de pescadores estão repletas de privilegiados que podem ver as baleias. E mesmo assim representam uma parcela infima da população.

Como a Migas já disse e concordo plenamente, somos sim privilegiados.

Migas, você tem razão onde foram parar tantos amigos angolanos que nos ensinavam tanto aqui no blog?

Paciência...

F. disse...

Mas esta Casa realmente não perde o gosto pelas polémicas, pois não? Kandandu a todos, aos amigos e aos detratores também. Tamos juntos, nós e as baleias.

Anônimo disse...

...e então, dono do barco, custa muito um pedido de desculpas por ter julgado mal a "Menina de Angola" (uma das moradoras da Casa de Luanda)???...

não fica mal a ninguém reconhecer que estava errado...

Bibbas disse...

Este Blog vai aquecer outra vez...hihihiihhi

ithaginus disse...

olá, Migas
Apesar do assunto que aqui me traz não se enquadrar, suponho, na filosofia q supostamente presidiu à construção deste blog, atrevo-me, mesmo assim a expor-me, na tentativa de encontrar apoio para a satisfação de um sonho antigo.
As saudades dessa Luanda que eu conheci, são mais que muitas. Esse padecimento tem-me feito percorrer incessantemente os caminhos da blogosfera, na tentativa de encontrar quem se revelasse apaixonado por estas culturas tão distintas e simultaneamente se reveja enquanto fisiologista do gosto. É esse ingrediente de sabor requintado e inigualável e indiferenciado que me apaixona. Gindungo, nas suas diferentes apresentações em quem, a distancia e o tempo reacenderam minhas mais elementares recordações gostativas. O "kimbundu" e o "cahombo", revelaram-se duas paixões que adoraria poder voltar a saborear. Entre, p.f., em contacto comigo. Obrigado . arlindo.ecologicstation.com ou ainda ithaginus@hotmail.com

裙底淫照 disse...

視訊交友聊天室
線上看a片直播a片下載
線上免費看a片
視訊聊天交友網
夫妻做愛a片直播
a片寫真
a片下載