domingo, 13 de setembro de 2009

Mutamba, Mutamba, vai Mutamba, Mutamba...

Todas as tardes, quando o relógio marcava 17h, olhávamos uns pros outros e dizíamos, imitando a língua do Kota Beleza: "numa altura em que já estamos com fome, gostava imenso de ir à Nilo". E então descíamos os 5 lances de escadas pútridas e fétidas, alcançávamos a Rua Key Katyavala e nos embrenhávamos no meio das candongas, cujos "cobradores", com a bunda de fora sempre gritavam, em alto em bom som, principalmente depois de ver a tatuagem colorida na panturrilha da Branquela de Angola, vestida em vestidinhos diáfanos:

--Mutámba, Mutámba, vai Mutámba, Mutámba...

E aí imitávamos o sotaque, abrindo a vogal "a" até não querer mais. A Ju era a que mais sabia imitar.

-- Mutámba, Mutámba...

Eu nunca soube o que era Mutamba, como não sei o que é Kinaxixe, Ingombotas, Maianga...

Hoje fui no Bosque dos Namorados, aqui em Natal, e me deparei com um restaurante que homenageia o bairro luandense. A dona me explicou que o nome refere-se a uma planta, nomeadamente a Guazuma umifolia, plantada bem ao lado (foto abaixo).

Vocês sabiam disso?

-- Mutamba, Mutamba, vai Mutamba, Mutamba... escuto até hoje os candongueiros dizendo isso...

12 comentários:

septuagenário disse...

eu não sabia e penso que os candongueiros de Luanda tambem não!
Penso que nem na Universidade de Luanda sabem disso.

zé maia disse...

Que fixe!

Menina de Angola disse...

kkk eu conheço uma outra versao pra Mutamba... mas acho que ela é imprópria e é mais condizente com o relato da branquela em vestidinhos diafanos no meio das candongas... kkk

BM disse...

Minha cara, Maianga significa fonte ou fontanário. Na zona da Maianga existia a muito um local onde as pessoas se iam abastecer de água. Já Kinaxixi penso que deriva da uma antiga lagoa que existia nessa zona, vestígios dessa lagoa ainda podem ser vistos naquele "esqueleto" de prédio, de onde a uns meses retiraram uma grua que já lá estava desde o tempo do colono.

Vivi disse...

acho bem interessante o desveçento dos termos. Por exemplo candongueiro pode parecer uma palavra bem comum, mas no Brasil eu nunca tinha ouvido e apesar de entender perfeitamente a que se aplica, não faço a mínima idéia de onde vem e como se usava antes.

fernando baião disse...

Mutamba= em kimbundu é uma árvore e é um dos mais antigos largos de Luanda. Já se chamou N'Dange ia Rosa, que em kimbundu quer dizer rua larga e arenosa.Aqui existiu durante muitos anos a chamada "Kitanda da Fazenda" onde as kitandeiras junto das suas barracas de loandos (esteiras)vendiam os seus produtos.Em meados do século XX, os portugueses deram-lhe o nome de Almirante Baptista de Andrade, mas nunca ninguem lhe chamou por esse nome,Mutamba é Mutamba e será sempre Mutamba.
Poços da Mayanga= Desde a sua fundação, Luanda sempre teve problemas de água, dizem que foi o fundador dda cidade, navegador português Paulo Dias de Novais que descobriu esses poços, atrás do Hospital Josina Machel, ex Maria Pia, na altura designada por "Lagoa dos Elefantes". Várias tentativas foram feitas para resolver o problenma da água, apesar da cidade estar situada entre dois rios, o Bengo e o Kwanza.Só em 1889 começaram as águas a correr para as condutas da cidade.Em 1666, depois de reparada a "Lagoa dos Elefantes" deu origem à chamada "Mayanga do Povo" local onde a população mais pobre se abastecia, durante séculos, de água potável.Mas havia também "o Poço da Mayanga do Rei" que abastecia os departamentos de estado da época. Hoje estes Poços estão mais ou menos escondidos pelas habitações na subida para o Bairro Katambor e outra na subida para o Bairro Prenda.
Ingombota=Bairro muito antigo, lugar para onde fugiam os escravos durante algum tempo e também onde se construiram cercanias, autênticos currais, onde ficavam os escravos antes de partirem para o outro lado do oceano, o chamado Novo Mundo. Ali morriam muitos e eram enterrados mais acima, onde hoje se situa o Bairro do Maculussu, em kimbundu, cruzes, ou eram deixados ás feras, leões, hienas e outros animais ferozes.
Kinaxixi=Eram uma lagoa antiga alimentada pelas chuvas, onde os frades davam de beber ao gado que criavam nas redondezas.

Migas disse...

Olha que interessante FBaião! Verdadeira aula de história! :o)

Abraços

greenwave disse...

Obrigado Fernando Baião pela sua aula de conhecimento sobre Luanda.
Se entendi bem, Luanda etimologicamente pode ter vindo das LOANDAS (esteiras) que refere?

Manuel Matos

fernando Baião disse...

Caro Manuel Matos:
Realmente existem algumas teses sobre o nome de Luanda ou Loanda e uma delas, vem dos pequenos panos derivados das esteiras que serviam de pagamento de imposto, um tributo, assim como o nzimbo, pequenos búzios que eram apanhados na Ilha de Luanda em nome do rei do Kongo, moeda mais utilizada nas transações comerciais da época.
Também existe a tese que o nome vem do Maniluanda, representante máximo da Ilha de Luanda.
Luanda também já se escreveu Loanda, com "o".
Hoje escreve-se Lwandu,(esteira), mas em português, escreve-se Luando, derivado do termo em kimbundu, Kulanduka, alguém que é ocioso, desocupado, que sente prazer em estar deitado( na esteira).

Anônimo disse...

fui batizada na igreija mais próxima da mutamba,alguem me sabe dizer o nome da igreija? por favor preciso de ajuda

Duarte Ferreira disse...

Caro "anónimo", deve ser a Igreja do Carmo, ao lado da Câmara Municipal.

Luciano Martins-Costa disse...

Amigos, sou brasileiro, nascido no vale da Ribeira de Iguape. Há muitos tentamos encontrar o significado da palavra "maenga", ou "maianga", usada na região como expressão de dó, de piedade, de pena. Sei que é também o nome de uma cidade ou aldeia em Angola, mas li por aqui que o significado da palavra é "fontanário", ou fonte de água, mas essa explicação não remete ao significado que a palavra tem por aqui. Alguém pode me esclarecer? Obrigado.