sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Aos que pensam em viver em Angola

Tenho recebido muitos comentários de pessoas que cá chegam em busca de informações sobre Angola. Geralmente receberam proposta de emprego e estão nas dúvidas que assaltam a alma em momentos de grandes mudanças. Normal.

O que eu poderia dizer?

Aceite o desafio. Mas só o faça certo de que deixa no Brasil, em Portugal, onde quer que esteja, os medos que tantas dúvidas lhe trazem. Porque mudanças são difíceis, para qualquer lugar do mundo. Nenhum povo é igual a outro; misérias, riquezas, costumes, tudo é diferente.

Mude-se para Angola com o coração aberto para amar o sotaque, as comidas, a inocência escancarada do angolano comum; mude-se para Angola aberto a entender a frieza, a distância, os medos de uma gente que por séculos não teve em quem confiar; entender e aceitar que não se apaga tanta dor de tanta guerra tão facilmente.

Vá disposto a aprender muito, porque Angola tem mais a lhe ensinar do que os diplomas que carrega. Vá pronto a ser mudado, mais do que a mudar.

E enquanto lá estiver, liberte-se de Luanda. Deixe-se perder pelas províncias tão belas e tão puras. Viva Angola intensamente, cada segundo. Porque quando a hora chegar, antes do que você espera, poderá levar na bagagem, em lugar de engarafamentos, preços altos, faltas de água e luz, a alegria das Mumuílas diante da câmera, a lembrança do vento fresco da Serra da Leba no rosto, o deslumbre da luz nas tardes de Luanda.

E partirá, então, cheio de saudades, mas feliz por saber que ajudou a transformar, pelo menos, um Triste em Forte.


9 comentários:

Clara Lopez disse...

Belo texto, me deu vontade de conhecer angola:)
um abraço,
clara lopez

X disse...

Genial, F.,
Disse tudo em tão poucas e belas palavras. Um dia, como vc e todos sabem, quero voltar, para ver o que mudou e, de novo, viver a descontrução tão boa que essa terra nos proporciona.
abs

fernando baião disse...

Bonito. Gostei.É isso mesmo, Angola não é só Luanda e a sua capital não é a Mutamba. Angola é um país lindo, tem coisas maravilhosas e agora que a guerra acabou, todo o mundo pode desfrutar dessas belezas naturais e do convívio com um Povo heróico e generoso.
Kandandu F.

Anônimo disse...

Olá F.,
Parabéns pelo texto.
LINDO!
Eu, angolana de gema, não pude deixar de me emocionar. É preciso ter muita sensibilidade para que, em tão pouco tempo de estadia entre nós, tenha entendido tão bem a essência deste meu povo.
E é gratificante.

Obrigada, F.

Fátima

F. disse...

Queridos, obrigado pelo apoio.... Quis escrever isso porque muita gente acha difícil morar em Angola; como o X., o FBaião, e todos os que lá viveram um dia, eu hoje também sei que difícil é deixar de morar em Angola.

Anônimo disse...

parabens pelo blog. descobri a pouco tempo e ja e uma referencia. muito util este post para quem pensa descobrir angola. sente-se que e vindo do coracao. um abraco de amizade, Vania

silmara rc disse...

Muito interessante o que voce falou sobre o povo Angolano.
De uns tempos para cá tenho muita vontade de conhecer Angola.
Abraços,
Silmara rc

Juca disse...

Desde criança tenho problemas com mudanças... Sempre mudei muito de cidade. Isso sempre foi difícil pra mim. Sou de Curitiba-PR e hoje vivo aqui.
Mas acho incrível o interesse que Angola me desperta!!! Viveria muito bem nesse país, que apesar de não conhece-lo pessoalmente, tenho um enorme carinho admiração e desejo profundamente seu sucesso.
Abraços para todos os Angolanos!!!

Anônimo disse...

ola, eu tenho visto empresas oferecendo 4, 6 e ate 10 mil dolares para quem tiver doutorado e quiser dar aulas em Angola e eles oferecem tudo menos transporte e alimentação. Voces que conhecem melhor o local; com 10 mil dolares pode-se viver bem e guardar dinheiro suficiente em Angola? Julio Cesar (jcvoltol uol com br)