sexta-feira, 14 de novembro de 2008

A serpente no morro


Esta estrada é passagem obrigatória para quem vai de Lubango para o Namibe. São apenas três quilômetros de curvas fechadas. Seu desenho lembra uma cobra a se arrastar montanha acima.

Construída no tempo da colônia, a estrada foi reparada recentemente e está ótima. Para vislumbrar sua beleza, entre no desvio onde há uma placa indicando “estaleiro”. Lá, você vai encontrar um restaurante honesto e o mirante para a Serra da Leba.

2 comentários:

Zé Kahango disse...

Ao percorrer esse esplêndido percurso, observe-se deliciado a paleta de cores do paredão...

Anônimo disse...

Essa serpente quem a desenhou, chamou-lhe "lacetes".

Foi um senhor de Benguela/Lobito, Engº João Campinos, com mais uns colaboradores da Junta Autonoma de Estradas.

Foi com o coração de angolano que ele trabalhava, mas morreu como "retornado" contra vontade em Portugal, porque a guerra assim o obrigou.

Houve muitos angolanos de valor, que a demagogia de interesses estranhos a angola, expeliu do seu país.