terça-feira, 10 de março de 2009

Luanda não é assim tão cara

Ambulantes vendem de tudo na cidade: quer pagar quanto?

Eu nunca acreditei numa lenda urbana que diz que Luanda é a segunda cidade mais cara do mundo para se viver (seja você estrangeiro ou nativo). Abaixo, o resumo de um estudo da revista The Economist (a bíblia das bíblias no assunto money), publicado no blog do meu querido amigo Miranda Sá, sobre o tema. Luanda nem é citada. E agora, José?

Tóquio recuperou a posição de cidade mais cara do mundo, à frente da também japonesa Osaka, segundo um estudo do Economist Intelligence Unit (EIU), da editora da revista “The Economist”, no qual Rio de Janeiro e São Paulo dividem o 83º lugar.

 Em terceiro lugar ficou Paris, seguida por Copenhague, Oslo, Zurique, Frankfurt, Helsinque e Genebra, enquanto Londres, que ocupava a oitava posição, caiu para a 27ª, e Barcelona subiu da 19ª para a 18ª, e Madri se manteve na 20ª.

 Outras cidades caras são Cingapura, que ocupa o décimo posto, Hong Kong, que subiu do 28º para o 11º, Dublin, que ficou em 13º, e Bruxelas e Milão, que dividiram o 14º.

 Entre as cidades latino-americanas, Caracas é a que tem o maior custo de vida, após subir do 35º para o 21º lugar, sendo mais cara do que Chicago, Los Angeles e Nova York - todas em 23º, mesmo tendo subido do 39º lugar que dividiam na lista anterior.

 As cidades mais baratas continuam sendo predominantemente as asiáticas, como as indianas Nova Déli e Mumbai, na 129º e 130º, respectivamente, e Karachi, no Paquistão (132º).

 A maior queda foi da capital da Ucrânia, Kiev, do 65º ao 124º lugar.

Fonte: EFE/UOL Economia

14 comentários:

zé maia disse...

Bem, já que me perguntou, é engraçado Luanda nem ser citada. O fato dessa cidade sequer entrar na lista pode indicar que "a bíblia das bíblias" esqueceu de consultar um ou outra cidade relevante para a pauta. Luanda pode não ser a segunda ou terceira mais cara, mas, convenhamos, definitivamente não está atrás de Karachi no paquistão. Ah, compare os preços de um tomate em péssimo estado comprado na rua de uma zungueira com uma porção de tomates impecáveis compredos num LIDL em Frankfurt, por exemplo. Compare roupas, transporte e os altíssimos aluguéis em Barcelona. Passe uma semana como turista aqui e outra no Rio com "apenas" mil dólares. Sei que é difícil colocar Luanda em um ranking apenas pela lenda urbana, mas não é difícil notar que a tal bíblia esqueceu de algum lugar...

Menina de Angola disse...

X, concordo com o Zé Maria, se Luanda não está entre as mais caras eu não posso imaginar alguém sobrevivendo nelas rs.

US$ 6.000 o m²??? US$ 15 o kg do tomate em péssimo estado diga-se de passagem... Alguma coisa está errada nesse estudo com certeza, acho que Angola foi cortada do mapa rs

bj

Anônimo disse...

Xê!! Os brasukas vão-te xingar meu!
Não é a mais cara mas anda lá perto, yá?
Epá gostas bué de defender esta terra

Anônimo disse...

Luanda não consta no ranking pq não é relevante para tanto. Em Luanda, empresas estrangeiras são, basicamente, petrolíferas e construtoras, não há um volume tal de expatriados que justifique a inclusão no estudo.

X disse...

Luanda é realmente cara. Mas a Economist não ia deixar ela de fora so pq fica em Africa.
Menos sindrome de vira-lata, menos...

F. disse...

Desculpa lá X., mas o teu banzo de Luanda está a comprometer a tua capacidade de julgamento... Eu não ligo se a The Economist é a bíblia da economia. Eu vivi em Luanda um ano, a The Economist não. Eu sei o preço que a vida custa lá, a The Economist não. Ou vais me dizer que em Tóquio cobra-se 20 mil dólares pelo aluguel de uma casa de dois quartos onde falta água por uma semana? Sem falar nos serviços de péssima qualidade pelos quais os canalizadores, mecânicos, consertadores de geradores e eletrobombas em geral cobram, no mínimo, 200 dólares - e nem chegam a consertar nada. Você nunca teve de se preocupar com essas coisas, nem teve de procurar casa para alugar em Luanda, chegou com tudo acertadinho pra ti. Aí fica fácil achar que Luanda nem é tão cara assim... Eu tenho saudades de Luanda, mas sei bem que ela não é esse paraíso todo.

Menina de Angola disse...

X, eu estou tentando achar, uma matéria que eu recebi com um estudo onde Luanda era a cidade mais cara para se viver.. heheh. Assim que eu encontrar nos voltamos a conversar, rs

bj

Menina de Angola disse...

Não consigo colar o texto aqui, mas segue o link
http://www.angonoticias.com/full_headlines.php?id=17433

bj

Shadydreams disse...

Olá moradores da Casa de Luanda: há um ano que vos leio e sinto-me recompensada pela informação que prestam e pelo espectro de emoções que me proporcionam. Por isso, aquo vai mais um prémio Dardos atribuído pelo Diademadeangola. Um abraço de MJ

Rubra Rosa disse...

A entidade que classificou Luanda como a primeira cidade mais cara do mundo foi a "ECA International". É só fazer o search para ter acesso a informação.

Anônimo disse...

Ah X., Pelo amor, né? Uma cerveja por um dólar é quase do dobro do Brasil. Fora alimentação que, como a Menina disse, é um abuso! Sem defender esse ponto falho de Angola vai... Abraços,

AP disse...

O pessoal do The Economist que passe aqui um ano, como diz o F., e verá se é ou não das cidades mais caras do mundo. Uma coisa é alugar um apartamento em Londres por 5 mil euros/mês outra é um apartamento com a mesma área em Luanda, tal como pagar 100 euros por uma refeição em Frankfurt ou 100 dólares na Ilha... Não tem comparação possível!

ARIEUDES VIEIRA ANGELIM disse...

assisti a reportagem sobre Toquio a cidade mais cara do mundo. frutas que aqui no brasil compramis muito barato, lá em Toquio é um absurdo

Zencof disse...

Luanda, a cidade mais cara do Mundo Apostolado

Uma classificação que resulta de um inquérito ao custo de vida divulgado esta quarta-feira, em Londres, pela empresa britânica ECA internacional. Um apartamento decente, com água e luz, em Luanda, pode ser arrendado a partir de 15 mil dólares mensais...

Notícia de 12/Junho/2009

Fonte:http://www.angonoticias.com/full_headlines.php?id=23997