segunda-feira, 3 de novembro de 2008

E quando não tem limão?


Outro dia saí de casa com o seguinte desafio: comprar limões. Simples assim.

Pois fui a 5 supermercados, tentei umas 10 zungueiras (vendedoras de rua)... e nada. Só não desisti porque não queria decepcionar os gringos do churrasco lá de casa, sedentos por uma caipirinha.

Depois de toda uma manhã ensolarada de busca, encontrei 5 limões murchinhos, meio esquecidos numa prateleira de uma mercearia. Paguei 6 dólares pela raridade, e voltei pra casa com aquele ditado na cabeça: "Se tens limão, faças limonada". Certamente quem criou a frase não conhecia Angola... Aqui, às vezes nem o limão a gente encontra!

E então me lembrei de uma piadinha que me contaram outro dia:

"Um tipo morre e vai parar no Inferno. Chegando lá perguntam-lhe para onde quer ir: para o inferno americano, europeu ou angolano. Fosse como fosse teria de comer um balde de merda todos os dias...

O tipo pensa, pensa, pensa e acaba por escolher o inferno angolano. Perguntam-lhe então o porquê de tal escolha... Apesar de tudo na América há liberdade, cidades limpas e organizadas... A Europa tem cidades charmosas, cheias de história e cultura...

E o tipo responde: Pois, mas em Angola quando há merda não há balde, e quando houver balde não há merda!"

Moral da história: Em Angola, se tens limão, fica feliz da vida e enche logo o carrinho, que pode levar semanas até baixar o próximo carregamento!

14 comentários:

maria carolina disse...

Sabes o que é pior? É que eu tinha 10 anos quando, a viver em Angola, ouvi os meus pais a contarem essa piada. Fiz 40 em Maio!...

Anônimo disse...

Com TANTA terra fértil!!! Como "expilica"?!

Ana Catarina

Claudia disse...

A idéia deste blog era muito interessante. Mas aí o leitor quer saber mais sobre quem escreve estas páginas e, surpresa: Monsieurs & Madames X,Y,P, euzinha e você não se apresentam para ninguém.

É tudo para eles mesmo, fechadinhos neles mesmos. Tudo bem, mas tinha ouvido dizer que aqui se dizia coisa boa. Anonimamente? Coisa mais sem graça.

Enfim, mil coisas. Quando ousarem dar as caras, darei meu ouvido!

Cláudia

F. disse...

Claudia, voce vive em Angola? Aqui, quem fala tudo o que pensa tem visto curto. Por isso usamos as iniciais.

F. disse...

Se eu assinasse um nome ficticio voce ia achar mais bacana? Porque a internet aceita tudo...

Anônimo disse...

Cláudia, minha querida, eu, o X, sou assim:

Moreno alto, bonito e sensual
Talvez eu seja a solução dos seus problemas
Carinhoso, bom nível social

Inteligente e à disposição
Para um relacionamento íntimo e discreto
Realize seu sonho sexual

Pra qualquer tipo de transação
Sem compromisso emocional só financeiro
E o endereço pra comunicação
Prá caixa postal do amante profissional

Amor sem preconceito
Sigilo total, sexo total
Amante profissional

Amor sem preconceito
Sigilo total, sexo total
Amante profissional.

Se vc conhecer algum brasileio, peça para ele lhe explicar o significado desse perfil e então saberás quem eu sou.


X.

Migas disse...

Hummm, não posso deixar de comentar Claudia. O F. tem razão no seu primeiro comentário. Para além disso, não vejo qual a razão de o blog ter mais ou menos credibilidade se for escrito com nomes verdadeiros. Ou até, e se eu colocasse o meu nick como Claudia, como ia saber que eu era mesmo Claudia? Ou será que gostava de ver as nossas fotos? Somos todos giraços, é garantido (mas não acredite em tudo o que o menino X. diz acima). Tenho todo o gosto em conhecer outros blogueiros e/ou leitores, como aliás já aconteceu cá, e em Portugal. No entanto, da minha parte, poderá então fechar o ouvido pois eu não vou "dar a cara". :o) Já me basta ser conhecida em províncias a kms de distância de Luanda e onde nunca pus o pé e, "arranjarem-me casamentos" com pessoas que vivem a 1800kms de distância de mim. Angola é "pequenina"... Então para expatriados, oh se é... E isso, confesso, faz-me uma confusão tremenda!!

Quanto ao post, é mesmo assim P. No início eu ainda andava de supermercado em supermercado para arranjar certas coisas. Agora, levo um pouco mais na calma e, quando há, óptimo, quando não há penso noutra coisa. :o) Mas confesso que de início ficava tristíssima quando não conseguia algo que tinha planeado! :o)

Beijo a todos.

m.Jo. disse...

Se fosse só o limão... É muito cansativo sair por aí procurando coisas triviais da cesta básica. Felizmente tem sempre alguém indo e vindo com algum espaço na mala. Trouxe na minha dois pacotes de filtro de papel tamanho grande e um acendedor de fogão. Ultimamente só estava achando os filtros de tamanho pequeno ou médio, e fósforos só no Mundo Verde da Talatona, a uma hora de distância de casa.

Anônimo disse...

Migas, sua danadinha,
Quer dizer que eu não sou tudo isso dito acima? Mas ora, vejam só!
Eu trouxe o guia de Comer e Beber de SP para você, para vós vedes (olhaí, F.. e Flavinha, o verbo ver conjugado com o pronome vós) como comemos bem naquelas latitudes, mas agora estou pensando seriamente em dar de presente para outra portuguesa...
X.

Bibbas disse...

Eu as vezes leio coisas nos blogs, principalmente escrita por estrangeiros que parece que nao conhecemos a mesma cidade...falta de limão em Luanda? qd for assim, e se morarem na cidade vao a Maianga. Quem sobe a Antonio B (Rua a Martal) vira na 2nda rua a direita. Depois de uns 300 m, tem uma zungueiras em frente a casa nr 29, para alem de montes de lojas que ficam aberas até as 9 da noite...lá tem tudo, ate limoes :)):):):)

Migas disse...

Bibbas, olha que ainda à coisa de 1 mês me aconteceu o mesmo, também aqui na cidade. Como é óbvio, deves conhecer alguns sítios ou pequenas lojas que, muitos estrangeiros não conhecem mas, eu diria que não é assim tão raro, não se encontrarem certas coisas. Por exemplo, à cerca de 1 ano atrás durante vários dias (já nem me lembro se semanas), ovos eram uma miragem... Fui dar com alguns, em Benfica, a um preço estúpido porque realmente havia falta. Não interpretes mal, isto de os estrangeiros dizerem que falta isto ou aquilo porque na verdade, às vezes, temos mais dificuldades do que se julga. E, para além disso, essa lojas que têm limões podem ter limões e não ter outras coisas. Ou vais afirmar que consegues comprar tudo que precisas numa só loja? Olha, eu não consigo. E, não é porque gosto de andar a passear pelos supermercados. :o)

Migas disse...

Ah, já me esquecia. X., a migas é danadinha sim. Mas, assim de repente, eu diria que merecia o guia de xop-xop de São Paulo! :P Vá lá! :o)

Anônimo disse...

X machão inteligente sempre em grande bom nível social, grande classe. Mas um conselho compra um vasinho planta um limoeirizinho e virado par o sol não precisas de ir aos limões e já podes oferecer a P. Mudai de discurso falai de coisas boas que há por ai e deixem-se de botar abaixo. Quem para outros pais vai sujeita-se à sua cultura e maneira de estar senão BAZA e vai falar mal da tua terrinha que deves ter muito que dizer.

C. disse...

Bem...isto vai um comment um pouco atrasado mas não pode deixar de ser. digamos que são assim uns conselhos de uma "tuga maluca" (é o que me chamam no transito...).
a)Também me aconteceu querer fazer umas caipirinhas e não encontrar limão (confesso que só procurei num sitio porque gosto pouco de me maçar... :))mas quando não há limão há outra coisa qualquer...e comprei abacaxi e maracujás e fiz umas caipirinhas deliciosas. Ora o que conta é a cachaça certo? Não tem "maca", muda só a fruta, yah?! ;)
b) Ora vocês são uns rapazes todos jeitosos e não se deixam ver?! Ai ai ai!! "Inteligente e à disposição" X?? Onde é que se tiram senhas, hein?!
c) Claudia, filha, junta-te ali ao anónimo que postou antes de mim e dá umas belas phodas...acho que andam a precisar para ver se acalmam o pito...yah? ;)
d) Parabéns pelo blog povo...afinal somos todos cidadãos do mundo certo?!
C.