sábado, 16 de agosto de 2008

as seitas religiosas ,em Luanda

O território angolano está a ser invadido por inúmeras seitas que praticam o exorcismo em crianças, acusadas pelos pais e parentes próximos de serem feiticeiras. Para além dos maus tratos e queimaduras em grande parte do corpo de que essas crianças são vítimas, também já houve mortes. São seitas que vêm dos países a norte de Angola, que se instalam nos bairros maioritariamente habitados por pessoas oriundas daquelas regiões. Aproveitam-se das condições miseráveis em que vivem essas pessoas e sobretudo do desagregamento familiar existente. Têm nomes esquisitos, tais como, Missão Evangélica Fraternidade da Fé Espantosa(MEFFE), Missão Evangélica do Monte de Deus ou Igreja Profética Verdadeira do Mundo. Os pseudos pastores dizem que não recebem nada pelo tratamento, "pois se de graça recebem,de graça devem dar, o nosso pagamento virá do céu". Aproveitam-se da fraqueza humana e ainda gozam.
Perguntei a uma crente cristã, o que pensava disto e ela referiu que a culpa é do diabo. Aqui em Angola o diabo tem muita força, é preciso rezar, rezar e rezar.Veio com os russos e instalou-se de pedra e cal, e a partir daí, a luta entre o bem e o mal tem sido violenta. Aproveitou para me falar de uma seita que existe lá para os lados do Kazenga Grande, cujas sessões e rezas são feitas com todos os crentes nus, homens, mulheres e crianças, da meia-noite até de madrugada. Devem estar possuidos pelo demónio, dizia a minha crente, tapando a cara cheia de pudor.
Já não bastava a proliferação das Igrejas Universais e Manás que levam milhões através dos dizimos e as mesquitas muçulmanos que começam também a aparecer em força no meio dos nossos musekes e a raptar as nossas crianças para servirem de escravos nos seus países.
Já temos de tudo em Angola e agora aparece o tal diabo a entrar a sério nas nossas casas.

5 comentários:

Lilás disse...

Triste isso tudo!
Como se não bastasse a miséria, as doenças, ainda usam o nome de Deus para inventar crenças, criar dogmas e espíritos malignos, confundindo ainda mais as cabeças desses tão necessitados.
Por esta razão, creio que todas as religiões só servem para enfraquecer mais os povos e fomentarem guerras.
Que Deus os proteja a todos!
abraço carioca

Migas disse...

Por acaso também já tinha ouvido algumas histórias e, não há dúvida de que as religiões, seitas ou o que se queira chamar proliferam de forma louca por aqui. Tinha alguns trabalhadores que perteciam a algumas e, eram bastante rígidos na forma de viver. Agora, todas estas situações que conta, são verdadeiramente arrepiantes, Fernando.

Anônimo disse...

Voltamos na mesma tecla. Isso não é exclusividade de Angola. Em todo País fragilizado por miséria, há um campo propício para esses "pregadores" e "toda sorte de diabos". Somente a educação pode contribuir para um maior discernimento e um equilíbrio entre a razão e a emoção, resultando numa fé mais adequada.
chr

Lilás disse...

Exatamente isso que o Anônimo acima falou!
Pois é assim também aqui neste imenso Brasil em muitos lugares e cidades pobres e distantes.

Uma Brasileira nas Arábias disse...

Eu concordo. Acho que a carência das pessoas e talvez, a falta de esclarecimento por não terem oportunidade de terem um pouco mais de educação (escolar), deixam estas pessoas mais vulneráveis a outras que tentam se aproveitar da inocência alheia. É triste isso. Já tinha ouvido falar. O governo não interfere? Há alguma lei para punir quando acontece um acidente mais grave ou fica por isso mesmo? Bjs. Paty