quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Prostituição

Luanda não é Surabaya, na Indonésia, a cidade das prostitutas, mas para lá caminha. Ali têm quase nove mil prostitutas recenseadas, na nossa terra, haverá muito mais?. De certeza que sim, apesar de não haver qualquer registo. Lá, em Surabaya estão confinadas aos bordeis e ruas de determinados bairros. Em Luanda, é vê-las por tudo que é canto:Marginal, Baixa de Luanda, bairros periféricos, discotecas, nos carros, mercados (Roque Santeiro e outros), resumindo, em toda a parte, de manhã, de dia e de noite. Kitatas (prostitutas) de baixa renda a concorrer com kitatas de luxo. Talvez, contando a odisseia de uma rapariga angolana, ficaremos a conhecer melhor o fenómeno.
"Katiana tinha 16 anos e estava em recuperação de um segundo aborto que correu muito mal. Vivia em casa de um tio e ficou grávida de um namorado, ainda disseram que tinha sido o próprio tio, mas ela desmentiu. Este levou a moça, ao Bairro dos Kilombos, emViana, a um posto de saúde cujas instalações não tinham as mínimas condições de higiene e onde se faziam toda a sorte de consultas, inclusivé, até operações cirurgicas, bem como abortos a bom preço. Um senhor com bata branca, com ar de conhecer do ofício, nome de origem francesa, mediante o pagamento adiantado de 200 kwanzas, iniciou a operação para interromper a gravidez. Mas tudo correu mal, forte hemorragia que teimava em não parar. Felizmente, o tal senhor que se dizia médico, teve o bom senso de pegar na rapariga e levá-la a uma Maternidade do Estado. O estado era grave, mas conseguiu salvar-se.
Viemos a saber do primeiro aborto, contado pela própria, feito numa clínica de coreanos que actuam às claras, apesar da legislação em vigor, condenar o aborto clandestino com prisão que pode ir de dois a oito anos de prisão maior. Foi um militar que a levava muitas vezes a passear à ponta da Ilha no seu jeep que lhe pagou esse aborto. Dizia que queria casar com ela, que mulher virgem, em Luanda, era coisa rara, e só casaria com mulher que lhe desse a virgindade. Ela cedeu, uma tarde, ali mesmo nos areais da praia ao pé do Farol. Mas, quando mais tarde, lhe disse que ficou grávida, o homem assustou-se, levou-a aos coreanos e nunca mais apareceu. Saíu de casa e para sobrviver, virou prostituta de rua. Andou uns tempos a bater o corredor Marginal/Ilha de Luanda, correndo os riscos que a profissão acarreta, clientes que não pagavam e ainda davam surras muito fortes. Foi levada por clientes para a Fortaleza de S. Miguel, chamada "Fortaleza do Sexo"; bateu também o parque do Miramar, quando estava em obras, a quem deram o nome de Maitre Beye e que devia tapar os olhos e dar saltos no túmulo, sempre que um carro entrava dentro dos taipais que cercavam o dito jardim, tais eram as orgias sexuais que ali se passavam, dentro e fora das viaturas. Chegou mesmo a ser levada um dia por um policial para a zona do Mausoléu, onde com a conivência de um guarda, lhe trataram da saúde. Outra vez, a moça, na Ponta da Ilha, onde muita gente já chama a "O Ponta da Fodélia", tal é a quantidade de gente que ali vai para "tchacar", enquanto aguadava por um cliente, três jovens com a ameaça de uma faca, a arrastaram para os pontões e a violaram várias vezes, tendo sido, em seguida, espancada violentamente. Ainda chegou a pensar arranjar um protector, mais conhecido por chulo, mas desistiu da ideia, voltou para casa do tio, arranjou namorado fixo, como vimos, engravidou outra vez, abortou e o namorado fugiu."

12 comentários:

Elaine Bittencourt disse...

E' tristeza demais. :(

Uma Brasileira nas Arábias disse...

Eita! :s

Lilás disse...

Vida desgraçada desta e tantas outras, por aí e por aqui neste Brasilzão.
E as "autoridades" fazem vista grossa a tudo isto.

Jay Edlington disse...

Mas aos estrangeiros, esta coisa é escondido. Não pode ver esta maka no lado das ruas maiores, tão ao governo é uma maka da população que vive nos musseques... Se o presidente não tem problema, podem fazer... As imbambas do país têm corações de pedra... :/ :(
-Luanda/Canada

Anônimo disse...

infelizmente exta e a realidade do mundo em k vivemos,esta situação nao se passa so em angola.....infelizmente...o mundo virou as costa a Deus,este e o motivo a qual as pessoas nao tem amor ao proximo!!!!!


Ps:desejo k esta situçao vivida por esta moça, nao se repita a mais ninguem neste mundo!!!

tatiana disse...

INFELIZMENTE OS HOMENS DESTE MUNDO PERDERAM O TEMOR A DEUS.ESTA REALIDADE CHOCA COM A SENSIBILIDADE DE QUALQUER PESSOA...MAS A PROSTITUICAO NAO "e A SOLUCAO PARA OS PROBLEMAS..DEUS E A SOLUCAO

Anônimo disse...

Tatiana o problema é que Deus não enche a barriga

putas angola disse...

Toda a raçao, nao enxe mesmo

Anônimo disse...

infelizmente xegamos ao mundo como seres pecadores e cada temporada exte recentimento se torna maior no seio da humanidade e assim o mundo sera para a humanidade.prostituicao e um fenomeno preocupante! max quanto ao terrorismo,devastacoes florestais,trafico e abuso de menores,tsunami,katrinas,gentes naxcendo deformadas,xuvax devatadoras,guerras entre nacoes,presidentes gatunos,populacao q nao se desfrute de seus direitos, e outrax coisax mais...q resgatemos a crenca no Sr nosso Deus. respeitem as pessoas porq fazendo bem ou mal a humanidade em particular as mulheres nao as defamemos. porq a muito mal neste mundo a que devemos nos preocuparmos. Um abraco a todos e felix 2012.

Anônimo disse...

Que pena do meu povo... estão todos perdido,, já não acreditam mais na pessoa que lhes criou,,, nem sequer o respeitam,,,, isto é constrangedor........

Anônimo disse...

Jesus te salvara se Nele crerdes

Anônimo disse...

a vida delas sao melhor do q a minha