sábado, 22 de março de 2008

Tranças de Luanda

Antes de sair do Brasil, procurei uma transportadora para enviar alguns itens pessoais.

– É cabelo ou mercadoria normal? - perguntou o agente.
– Como assim? - espantei-me.
– É que o preço é diferente. E como é muito comum exportarem cabelo pra lá...

Só agora, chegando a Luanda, entendi a conversa non-sense. Vende-se cabelo (de verdade e sintético) em todo canto, dos supermercados aos camelôs. E é este um dos grandes sonhos de consumo da mulher angolana.

Paga-se um dólar e meio pela cabeleira nacional da marca Maria (a mais popular). Depois é só escolher uma das cabeleireiras de rua, que cobram outros dez dólares para fazer o penteado (que dura um mês), amarrando e trançando o cabelo comprado no cabelo original. Só aqui, na Travessa da Vaidade, tem umas três, uma delas bem na frente da nossa porta (enchendo de chumaços de cabelo a soleira da porta!).

As clientes são de todas as idades. De jovens vaidosas com suas longas tranças a miúdas (crianças) com suas trancinhas enfeitadas por fivelinhas coloridas. Dizem que a tradição é antiga, mas antes era feita com o cabelo de verdade. A arte das tranças é hoje um patrimônio da mulher africana. Em homenagem a elas, fizemos nosso primeiro vídeo aqui em Luanda:




If you want to see an english version of this film, click here

8 comentários:

Anônimo disse...

Meus queridos,
estou acompanhando ansioso cada capítulo dessa fascinante empreitada.
Muda o endereço, muda o país, muda o blog, a casinha muda da Lagoa pra Luanda... a vida vira de ponta-cabeça, mas uma coisa se mantém intacta: minha admiração por vcs. Essa invejável capacidade de ver o mundo com as cores que vêem é tocante. Vcs são especiais e a coragem que esbanjam é coisa muito rara.

Um beijo saudoso de quem muito os ama.

Thiago

Camila disse...

P., vc já aderiu a moda africana uma vez e nos mandou até foto. E desta vez? F. tb vai aderir? Ou é exclusividade das mulheres? quando vc diz que dura um mês, é com ou sem lavagem durante este período?
Saudades de vcs. Estou acompanhando tudinho. Se cuidem!Beijos
Camila

Paty disse...

Excelente! Vc escreve muito bem! Já adicionei aos meus favoritos e vou passar sempre pra dar uma espionada. Boa sorte!

P. disse...

É sem lavagem, Camis! Mas fica tranquila que por enquanto nem P. nem F. vão aderir à moda...
Paty: Obrigada! Continue acompanhando. Só por curiosidade: qual Paty?
Thi: emocionei... Manda notícias tuas por email, vai? E passa o blog pra Maricota, que não sei se ela tem o endereço.

Paty disse...

Paty@Bahrain, da comunidade do orkut "brasileiros em Angola". Sua propaganda no tópico já está lhe rendendo frutos. Hahaha! Bjs.

P. disse...

Legal, Paty! A comunidade funciona mesmo, né? Um dia nos conhecemos pessoalmente num dos encontros de brasileiros por aqui! bjs

Anônimo disse...

........chegamos de viagem e já nos atualizamos, inclusive vendo o vídeo. Estamos orgulhosos de vocês.
Beijos.
CHR E RDCR

Marie disse...

Não é preciso ficar sem lavar a cabeça, ou seja, ficar com a cabeça suja para que uma trança africana dure um mês ou até mais!!!! Quem faz isso, faz pq quer e nunca por ser necessário. Como usuária de tranças afro acho bom esclarecer, já existe muito preconceito relativo ao uso de tranças pra rolar esse tipo de informação equivocada. Mais uma vez: TRANÇA AFRICANA DURA UM MÊS OU MAIS, FAZENDO-SE A HIGIENE NORMAL QUE QUALQUER PESSOA PRECISA FAZER, SÓ É NECESSÁRIO TOMAR CERTO CUIDADO AO ESFREGAR A CABEÇA E USAR SOMENTE SHAMPOO.