domingo, 18 de maio de 2008

Homenagem a Santa Bakhita

Bakhita era sudanesa, foi escravizada e vendida a um italiano no século 19. Levada para a Itália, conheceu a Igreja Católica e se tornou freira. Morreu em 1947 e em 1992, devido às inúmeras graças conseguidas por fiéis de todo mundo, foi santificada pelo Papa João Paulo II.

Os salesianos de Angola decidiram homenageá-la dando seu nome ao centro de formação profissional que construíram no município do Cazenga, região de Luanda.

O lugar ficou conhecido como Bakhita. E os moradores, então, aproveitaram o nome para "batizar" a cadela do lugar.


Então é assim: a santa acabou virando nome de cachorro. Mas, justiça seja feita, Bakhita (a cadela) é muito amável, acolhedora, sempre disposta a brincar com todos os que chegam. Talvez seja influência da santa que ela, mesmo sem saber, homenageia.

3 comentários:

Paty disse...

Ah, eu adorei a cachorrinha! :) Tem cara de bozinha mesmo.
Eu não sabia que há uma santa Angolana. Legal!

Anônimo disse...

A cadelinha talvez faça mais juz que muita gente, visto que não pensa em fazer mal a ninguém.
chr

Anônimo disse...

Santa Josefina Bakhita é tb muito conhecida no Brasil. Ela é mesmo muito poderosa (pra quem tem fé). Vale a pena rezar pra ela de vez em quando e pedir que abençoe Angola, os angolanos e todos os seus fiéis. Beijinhos RD