sábado, 3 de maio de 2008

A noite em que o rapper dançou

O show era do Festival Internacional da Paz, no Pavilhão da Cidadela. A grande atração era o rapper americano 50 Cent, amado pelo público angolano que lota a porta do hotel Trópico, onde ele sempre se hospeda quando passa por Luanda.

Na noite de quarta-feira, sete mil pessoas lotaram o ginásio. 50 Cent e a banda G Unit iniciaram a apresentação com vários sucessos cantados em coro pela platéia extasiada.

De repente, um homem fura o bloqueio da segurança e sobe ao palco. Um fã mais ousado? Não, um gatuno abusado que arrancou o cordão de ouro do pescoço do rapper e pulou de volta para a platéia.

O cantor ainda pulou atrás, tentando reaver a jóia, mas não o alcançou. Contrariado, encerrou o show na hora, cancelou as duas apresentações que faria na quinta e na sexta e tomou um avião de volta para os Estados Unidos.

5 comentários:

fernando baião disse...

Como já referi no blog da Kianda, só em Luanda, isso era possível.Ao menos temos alguma coisa que espanta o mundo, Itália tem Torre de Pisa, a França a Torre Eiffel, os EUA têm o Bush, o Brasil o samba e a Maria Betânia e nós temos o gatuno mais ágil e atrevido do Mundo.

fernando baião disse...

Caro F.O que achas da crise alimentar no Mundo, o aumento dos preços dos cerais, pela escassez de oferta, sobretudo o seu impacto no já tão massacrado continente africano? Sem querer me imiscuir no teu Blog, julgo que seria interessante ouvir a opinião daqueles que te procuram e que são muitos e bons.

Anônimo disse...

No Brasil tem (ou tinha) o "beijoqueiro". Roubava beijos dos artistas famosos e orgulhava-se disso. Entre outros, beijou o Frank Sinatra no Maracanã.
O ladrão angolano é tão abusado quanto, mas foi mais pragmático...
Abraços
Josie

Anônimo disse...

Acho que a falta de alimentos no mundo é em grande parte pq alguns estão comendo mais e a população aumentando. Mas, em muitos países, ainda existe muita terra para plantar. RD

Anônimo disse...

........o fato em si não tem importância, mas o exemplo, modelo, inspiração que pode causar é relevante e digno de preocupação.
chr