quarta-feira, 21 de maio de 2008

Números para pensar

  • 25 mil pessoas morrerão hoje de fome em todo o mundo.
  • 100 milhões de seres humanos vão entrar para o clube dos famintos por causa do aumento dos preços dos alimentos em todo o mundo
  • Eles se somarão aos 830 milhões que hoje já não têm o que comer todos os dias, chegando a quase 1 bilhão de pessoas passando fome.
  • 755 milhões de dólares é o valor extra que o World Food Programm das Nações Unidas precisa para manter sua operações atuais.

Enquanto isso, nos países ricos...

  • 10,9 bilhões de dólares foi o lucro líquido, nos três primeiros meses do ano, apenas da ExxonMobil, a maior empresa petrolífera do mundo.
  • 45 bilhões de dólares é o orçamento do Exército chinês para este ano.
  • 70 bilhões de dólares é o preço da guerra do Iraque no período de setembro deste ano a outubro de 2009.
  • 3,1 trilhões de dólares serão gastos pelos Estados Unidos só com o Departamento de Defesa no mesmo período.

14 comentários:

Moira disse...

Uma vergonha tanta disparidade no mundo, uns cada vez mais ricos, outros cada vez mais pobres, onde é que iremos parar?
Ontem escrevi sobre pobreza, só me faltavam os números...

F. disse...

Olá Moira, seja bem-vinda a esta Casa. Fui visitá-la no Tudo ou Nada e deixei também o meu recado. A pobreza surgiu como assunto porque hoje me chateei muito com um comentário do post anterior a este. As pessoas acham que todos os expatriados que vêm dar a Luanda estão tentando roubar os angolanos. É triste esse pensamento que impera por aqui. Obrigado pela visita e volte sempre.

Moira disse...

Lí o seu comentário lá no meu cantinho, que desde já agradeço, já vivi em Angola há uns anos atrás, a realidade de hoje conheço-a pelo que me contam as pessoas de família que aí vivem, e garanto que não foge àquilo que tem vindo a relatar no seu Blog.
É impressionante que um país tão rico como Angola, não vá para a frente e que a maioria do povo viva abaixo do limiar da pobreza, mas isso sabemos de quem é a culpa, o mundo inteiro sabe e prefer fechar os olhos.
Acho inacreditável que façam acusações a quem vai para aí trabalhar e que não abram os olhos para ver bem quem é que na realidade anda a roubar Angola! Não me vou alongar, isto dava pano para mangas e é demasiado polémico, mas acredito que um dia as coisas vão mudar, é impossível manter essa situação por muito mais tempo...

fernando baião disse...

Números impressionantes, o F. está a dar muita importancia a quem não a merece. O comentário anterior é bem explicito, o problema de quem estar a roubar Angola dava pano para mangas, era por aí que o tal anónimo devia se interessar, mas vou ficar por aqui, já me expandi noutro local do teu blog

F. disse...

Sabe o que é Fernando, não quero criar casos com ninguém com este blog. Tinha um idêntico lá no Rio, criticava o Brasil, as coisas que achava erradas, as pessoas discutiam sempre numa boa, nunca sofri ameaças. A verdade é que não estou muito acostumado com esse tipo de comportamento.

Migas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Migas disse...

F., respondi-te via e-mail. Será que recebeste? Em jeito de conclusão, só tenho a dizer que meninos/as bonitos/as não têm ouvidos! E como os que, habitualmente, por aqui escrevem e comentam, são bonitos/as... :o)

Como diz o Fernando: estamos juntos, ya?

Continuaremos a jogar bonito na vossa Casa de Luanda!

E mais, para mim, é "arquivo morto"! Não resisti a fazer este trocadilho... :o)

flavia disse...

F.

Não li os comentários antes de serem retirados. Mas agradeço as informações e os números.
Por favor não desanime, este blog dá a Angola o que este país mais precisa: Pensamentos e idéias inteligentes.
Dinheiro e sentimentos não produtivos já existem em demasia. Mesmo os ofendidos e agressivos acabam pensando.
Estamos juntos!

Paty disse...

Poxa, quanta disparidade... Como a guerra virou uma indústria... Nem vou comentar mais, pq esta questão é demasiadamente complicada para se abrir a boca. Tramóia demais pro meu gosto. Os números já dizem tudo.

Menina de Angola disse...

Puxa F. já estão a te atazanar? Mas o negócio é não dar bola mesmo... A guerra sempre foi uma indústria muito lucrativa e isso não vai mudar enquanto a mentalidade das pessoas não mudar tambem.

bj

F. disse...

Olá Migas, não recebi e-mail seu. Será que estás com o endereço certo? Em virtude das chateações, acho melhor não colocá-lo aqui. Você trabalha com a Menina de Angola? Ela tem meu endereço correto.
Flavia, obrigado pelo apoio. Eu ia deixar os comentários, cheguei a deixar o primeiro, com a resposta da Migas e a minha resposta. Mas aí o anônimo entrou de novo e pegou bem mais pesado. Então achei melhor tirar. Este blog é democrático, aceita críticas construtivas, mas não agressões desmedidas. A mediação de comentários fica só mais um dia, depois voltamos à liberdade plena.
Pois é Paty, esses números me chocam e me fazem pensar em um monte de coisas que serão tema do próximo post.
Menina, a guerra é uma estupidez por si só. Mas o que os números dela mostram é que não dá para os governos ricos negarem 755 milhões ao WFP alegando falta de dinheiro. Se preferem enviar dinheiro para a guerra, que assumam a responsabilidade pela morte também de quem está a passar fome.

M.J. disse...

F., P.,
Não li os comentários, mas fiquei "bege" com essa história, como diria uma amiga minha.
De qualquer forma, quero registrar minha solidariedade e o desejo de que o blog continue firme e forte, ilustrando, divertindo e remetendo seus leitores à reflexão.
Um forte abraço e votos renovados de sucesso.
Josie

Migas disse...

Oi F. eu enviei o e-mail como resposta ao comentário lá do MCG. Por vezes funciona quando o e-mail é verdadeiro. Acho que o teu que aparece deve ser apenas uma identificação do blogger. Ontem andei à procura do vosso, no perfil, mas não encontrei. Eu tenho um no meu, mas não é o pessoal, é só para uso exclusivo do blog.

Basicamente era uma conclusão disto tudo. Não vale mesmo a pena alongarmos o assunto. Outros anónimos inoportunos aparecerão mas, não há nada a fazer. Lá nos foodblogs aparecem uns engraçadinhos de vez em quando, também. No MCG por acaso nunca apareceu mas, já vi noutros blogs. Têm sempre de se incomodar com algo. Ou é porque são as donas de casa desesperadas, ou são as ultra femininistas que acham que cozinhar é humilhação para a mulher dos dias de hoje, ou porque os post têm erros, enfim... E atenção, pelos foodblogs existem pessoas com mais de 60 anos e que merecem todo o meu respeito e admiração por acompanharem as novas tecnologias e afins, mesmo que a formação escolar seja reduzida. Fazer o quê? Olha, lá elas chamam-lhes de virus. Ahahah E pensando bem, não vale a pena infectarmos o nosso pensamento com comentários cheios de palavras doentes.

E mais, não sendo eu especialista em informática (a minha praia é outra), tenho ideia de que ninguém, na web, é 100% anónimo. Os IPs podem identificar os utilizadores por isso, em casos extremos, que não será o caso desse anónimo obviamente, os indivíduos conseguem ser identificados. Conheço uma pessoa que estava a ser vítima de plágio e que conseguiu através do IP identificar o "ladrão" de palavras e fotos. Nome, morada, tudo! E só quando foi contactado pelo advogado da mesma, parou com os plágios.

Por isso, é bom saber que, quem anda aqui por Angola, nem é infantil nem burro! :o)

F. e P., bola para a frente e, se fosse comigo, qualquer comentário deste tipo só tinha um destino: clicar tecla "Del" e caso arrumado!

Beijo

F. disse...

Oi M.J., muito obrigado pela solidariedade. O episódio foi chato, mas já está entrando para o passado. Visitei o Seguindo Adiante e adorei o post sobre a mania dos brasileiros de falar difícil. Vou visitar sempre.
Migas, concordo contigo, por isso instalei a moderação. Assim posso impedir indesejáveis de se manifestarem. Não tenho problema com críticas, mas falta de educação não dá. Quanto ao IP, você tem razão. Foi assim que eu descobri que o anónimo escrevia de fora de Angola. Bjs.