quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Os Cabetulas

Cabetula é uma síntese do jeito alegre e despachado do angolano lidar com as makas cotidianas. Sempre tentando ser o mais esperto, ele invariavelmente acaba a história mais enrascado do que começou. Faz graça com os costumes de Angola, uma receita clássica de humor em quadrinhos.

Meio gozador, kilapeiro que só, ele gosta de umas biricocas e de umas mboas também. Salo, isso já não é muito com ele.

Cabetula apareceu como uma fonte de novos verbetes para o Grande Dicionário Angolano e logo virou leitura diária obrigatória no Jornal de Angola. Aprendi muito sobre o país com as aventuras dele.

Perdeu o espaço semanas antes da eleições porque o humor pode ser um perigo, principalmente para os censores zelosos, sempre prontos a desconfiar do que não entendem. Uma pena. Sem a tira, sobra pouco para ler no panfletário jornalão.

Esta Casa teve o prazer de conhecer os autores do Cabetula, os irmãos, Lindomar e Olímpio, dois jovens cativantes, daqueles que nos fazem acreditar no futuro de Angola.

Os irmãos Olímpio e Lindomar, pais da personagem Cabetula

Eles contaram que a personagem é inspirada num tio deles, sempre enrascado, e trouxeram uma grande notícia de que: o Cabetula tem uma revista em quadrinhos feita em Portugal.

Se quiser um exemplo do humor do Cabetula, clique na tirinha do início do post para ampliá-la.

18 comentários:

Anônimo disse...

Excelente o post, F.
Eu também aprendi muito sobre o cotidiano angolano lendo a tirinha do Cabetula, que eu considero o Didi Mocó de cá.
Fixes bwé esses dois gajos!
X

Diário da África disse...

Acho que devemos iniciar um movimento nacional para que o Cabetula volte a ser publicado na imprensa angolana.

F. disse...

A., posso emprestar os gibis, se você quiser. Eles deixaram dois números comigo.

m.Jo. disse...

Será que eles sabem o que significa "ngaxi uapodiwa"? Daquela música do Cristo que toca no rádio o tempo todo...
Please?

Migas disse...

Que máximo F. Adorei este post e sobretudo conhecer as caras dos criadores! :o)

P.S. Sempre há encontro, este findi? :o)

F. disse...

m.jo., pelo que pude apurar, Ngaxi é um nome próprio. A tradução seria Engrácia. Uakodiwa é um termo para dizer que uma mulher não é mais bela ou desejável. Minha "fonte", um jovem de uns 20 e poucos anos, usou a seguinte expressão: "É quando a dama está arrebentada!" (rs)

Migas, querida. Sexta e sábado à noite já estão tomados. Será que marcamos algo para domingo à tarde? Eu sei que o A., do Diário da África, estará fora. Mas a Flávia já terá voltado. E a Menina de Angola? Sabes algo? Bjs.

Migas disse...

Oi F! A menina de angola volta na terça-feira... Acho eu. Hummm... Que dizes? Esperamos pelo próximo? O A. já terá voltado? ai ai ai! Que suspense!!! ahahah

Beijo

F. disse...

Acho que o A. não volta até lá não... Eu voto por marcarmos algo na cidade no domingo à tarde. Depois, quando A. e Menina de Angola tiverem voltado, a gente organiza outro.

O que dizes?

Migas disse...

Assim de repente, eu diria que é boa escolha! Ora bem, quanto ao sítio, "falaremos" por e-mail. Não vamos querer esperinhas de alminhas revoltadas, certo? ahahah

Quanto aos "fãs" podem sempre contactar-nos para saberem sobre o local... :o)

My god, isto parece o encontro de mafiosos! É preciso algum código? ahahah Tipo: Eu gosto é de comer um caldinho, na cozinha da casa de luanda... ahahah

F. disse...

Eu tenho uma sugestão de lugar com um fino bem gelado na caneca de metal... Foi a Flávia quem mo apresentou. Vamos falar por e-mail.
Podemos cercar o encontro de mistérios, tipo usando disfarces, como camisetas e cachecóis do MPLA para nos misturarmos à multidão de mais de 80%... ahahahahaha

X disse...

Eu já tenho o meu cachecol do MPLA, portanto estarei no encontro com tal acessório. O retorno glorioso da Flávia deve ser comemorado, mesmo se os donos da "Casa" e o A. estiverem fora.
A Migas está obrigada a trazer, numa carrinha, todas as guloseimas que já ensinou a fazer no blog.
X. (sentindo-se a alma revoltadinha da alfinetada do comentário acima)

Diário da África disse...

Só posso dizer que um encontro subversivo deste na minha ausência é alta traição. Também quero participar. Esperem a minha volta.

Migas disse...

Nada disso X. Oh pá, tu pareces mulher!! Mania da perseguição! Referia-me aos anónimos. Tu não és anónimo X.!!! És o X.!

Bem, tens mesmo de me levar uma prendita pois já começo a sentir que é pessoal! ahahah

Beijo

Aerograma disse...

Há lugar para mais um?
Os companheiros da casa do Aerograma vão de férias e deixam-me sozinho por três semanas...

Migas disse...

Afonso, deixei um comentário no teu blog! Não encontrei o e-mail. Claro que existe lugar para mais um! Deixa o teu contacto para que possamos dizer-te onde é. :o)

Abraço

terezadapraia disse...

ai eu se estivesse mais perto tam ém ia :)

e isto se me deixassem claro ~~

kianda disse...

Quero um post sobr eo encontro, ahahaha ... qual foi a senha secreta??? ahahaha! Beijos a todos

Francisco Marcos Oliveira Baptista disse...

Bom blog. Eu vivia no Lobito.
Espero um dia la voltar.