sexta-feira, 25 de abril de 2008

Grande dicionário Angolano (II)

A palavra de número 100 chegou. Nos foi enviada por comentário pelo leitor e colaborador mais assíduo deste dicionário, Fernando Baião. Para conferir a lista completa de palavras, clique nos links abaixo:

A a D
E a L
M a Z

Como o dicionário não pode parar, seguem mais algumas palavras:

Apontar - Anotar, tomar nota.
Atribuído – Usado no sentido de aprovado, concedido. Quando você solicita um visto e ele é aprovado, por exemplo, dizem que ele foi atribuído.
Chave - Abridor de garrafas, também pode ser chamado de saca-rolhas, mesmo quando abre tampinhas.
Constrangimento – É usado no sentido de problema. Por exemplo, se você morar em Luanda Sul e tiver de trabalhar no centro, vais enfrentar muito constrangimento com o tráfego.
Partir – Quebrar. Usa-se inclusive para estradas danificadas pelas chuvas. "A estrada está partida". Aqui, quando alguém diz "A ponte que partiu", refere-se literalmente a uma ponte destruída pelas chuvas.
Romper – Também serve para quebrar, estragar. Quando alguém bate no seu carro, por exemplo, dizem que lhe romperam a viatura.
Viatura – Qualquer tipo de carro.

Para finalizar este post, outro dia perguntei o significado da palavra chamavo, mas me disseram que era língua Kioko. Se alguém souber, pode deixar um comentário.

7 comentários:

Migas disse...

E o dicionário não pára de crescer!!! :o)

Quanto ao post lá em baixo, ainda bem que já têm água! Eu nunca tenho água de rede! Se não fosse o depósito que tenho, nunca teria água mesmo! E luz...pfff. É quase hora sim, hora sim! Com o tempo, já me começa a aborrecer menos! E vocês, tenho a certeza que criarão mecanismos de defesa, tal como eu. Por exemplo, tenho sempre um stock de garrafas de água que vou enchendo enquanto há...

Beijos e aproveitem o fim-de-semana!

Anônimo disse...

O dicionário está ficando ótimo. Aqui vai mais uma: cuduro.
Achei num livro do Agualusa:
"- Não tens cuduro, tio?,
e como o albino não tem cuduro, não tem quizomba..."
Não sei o que é, mas não deve ser o que estou pensando.
Abraços
Josie.

fernando baião disse...

uma mais para o domingo:
Trumunu=desafio de futebol, pode ser na praia e nem precisa de serem onze jogadores.
P.S.Kuduru=dança suburbana de Luanda com muito ritmo e letra, normalmente, de crítica social, estilo Rap(cantores Dog Murras, Puta Pratas, Sebem,etc)

fernando Baião disse...

tenho que ser eu mais uma vez a aumentar o léxico.
Bumbar=trabalhar
bazar=fugir
barona=mulher
garina=rapariga
baçula=derrubar o adversário, típicoluandense.
Bumbo, grunho=negro(depreciativo)
Kamundongo=natural de Luanda, também se diz Kaluanda
Kanvanza=discussão
Kalundus=espiritos
diarra=diarreia
baleizão=gelado, sorvete
Kicuto=fato, terno
Monandengue=miúdo, garoto
Mauindo, bitacaia=pulgas nos pés
Mulumba=marreca
Matuji, tuji=merda
Marimbondo=formiga grande e feroz.
Machimbombo=autocarro, onibus
Pankê=comida
Tambula conta=cuidado
Kangar=prender
Kapurroto=vinho adulterado(pode matar)
Dar uma Kapa=fintar o adversário
Se houver alguma em duplicado é só apagar.

fernando baião disse...

A propósito da palavra Xamavu, vem do kimbundu "ixi ya mavu" terra de barro vermelho, nome também dado antigamente ao mercado de S.Paulo, por estar situado em terra de barro vermelha.

F. disse...

Fernando, obrigado por esclarecer a Josie sobre o kuduro e por tirar minha dúvida sobre o Xamavu (no shopping, em Luanda, está escrito com à portuguesa, com "ch"). Vou acrescentar todas as palavras novas. Nosso dicionário está a crescer. Migas, esta semana o que andou falhando foi a internet. POr isso o blog ficou sem atualização esses dias. Como agora estou num sítio onde não falta luz nem água, tinha de me faltar alguma coisa... (rs)

gelado disse...

www.myspace.com/dippysippy

DPG amgolano mais fudido